Busca
    >Trabalhos

>Matérias   

Livros   Home Page  •  Ausculta  •  Piadas  •  Enviar Trabalhos  •  Fale Conosco  •  Mapa  •  Quem Somos

 
A Problemática da Saúde do Trabalhador (conclusão e resumo)

última atualização: 28/01/01 

  

 

conclusão

A preocupação com a saúde do trabalhador se mostra constante ao longo da história da humanidade. Inúmeras medidas e leis foram criadas no sentido de otimizar a relação saúde trabalho, mas o desenvolvimento dos modos de produção não contribuiram da mesma maneira para minimizar ao acidentes ou enfermidades relacionadas ao trabalho.

Se por um lado a mudança nos padrões de consumo causaram reduções salariais, aumento da jornada de trabalho, redução dos quadros de pessoal, aumento do stress, ritmo acelerado de trabalho e maior riscos de acidentes, por outro lado a industrialização acelerada causou uma deterioração da qualidade de vida devido ao empobrecimento das relações humanas, poluição e degradação ambiental, desenvolvimento dos meios de comunicação em massa e substituição do trabalho humano por tecnologia.

Portanto, nota-se um agravamento das condições de trabalho. Além disso, o SUS colabora para esse quadro, pois não consegue ter a funcionabilidade necessária para atender a demanda populacional.

Através da observação desta realidade, podemos enumerar algumas medidas a serem tomadas para melhorar essa situação :

•  Humanizar o trabalho adaptando-o às pessoas

•  Direito a livre organização

•  Direito a informação

•  Direito de recusa ao trabalho perigoso

•  Conhecer e dominar o ciclo de vida do produto

•  Participação do trabalhador e da comunidade nas mudanças tecnológicas

•  Impedir transferência dos riscos

•  Recusar a compra e venda da saúde

•  Associar saúde do trabalhador e preservação do meio ambiente

•  Estabelecer o controle social em saúde e meio ambiente

•  Compromisso do Estado em facilitar a democracia


Resumo

As observações da relação saúde-trabalho-doença se faz presente desde um século antes da Era Cristã, entretanto ao primeiros estudos a respeito dessa interrelação datam 1663.

A preocupação com a saúde do trabalhador é crescente ao longo da História, e inúmeros eventos contribuíram para a criação de organizações e leis trabalhistas, dentre eles: a Revolução Industrial, as Grandes Guerras, a Globalização.

No Brasil, a análise da relação saúde-trabalho começou na primeira década do século XX quando ocorreram muitas denúncias contra as condições e ambientes de trabalho. Em 1919 é aprovada a primeira lei sobre acidentes de trabalho. Seguem-se então a criação das CAPs e depois IAP. Em 1964, com o Golpe Militar, a previdência é unificada e em 1966 é criado o Instituto Nacional de Previdência Social. No ano de 1977 o sistema previdenciário é reformulado e cria-se o Sistema Nacional de Previdência e Assistência Social.

Em 1979, foi descoberto o imenso rombo da Previdência e a partir daí uma série de medidas foram tomadas para tentar adequar o sistema.Com a Constituição de 1988, é implantado o Sistema Único de Saúde(SUS), que contempla a saúde como um direito social e dever do Estado.Infelizmente o SUS apresenta inúmeras deficiências e não consegue atender a demanda populacional. Além disso, as condições de trabalho sofreram um agravamento com a globalização e, dessa forma, podemos concluir que a saúde do trabalhador.


Referências Bibliográficas

 1. Bonciani, M. Negociações Coletivas e a Saúde do trabalhador. In:

Saúde, Ambiente e Contrato Coletivo de trabalho. São Paulo, LTR, 1996

 

 2. Bonciani, M. Saúde do trabalhador e Meio Ambiente no contexto da Globalização. In:

Saúde, Ambiente e Contrato Coletivo de trabalho. São Paulo, LTR, 1996.

 

 3. Bonciani, M. Sistema atual das negociações coletivas em saúde e ambiente do trabalho. In:

Saúde, Ambiente e Contrato Coletivo de trabalho. São Paulo, LTR, 1996.



 4. Cohn, A & Elias, P. A Saúde na Previdência Sociale na Seguridade Social In: Saúde no Brasil – Políticas e Organizações de serviços. São Paulo, Cortez, 1989

 

 5.Laurell, A & Noriega, M. A Investigação Latino Americana sobre Trabalho e a Saúde. In:

Processo de produção e saúde. São Paulo, Hucitec, 1989



 6.
Laurell, A & Noriega, M. O Estudo da Saúde na sua Relação com o processo de produção. In:

Processo de produção e saúde. São Paulo, Hucitec, 1989

 7. Mendes, R & Dias, E.C.. Saúde do Trabalhador. In:

Rolquayrol, M.Z. Epidemiologia e Saúde. Rio de Janeiro, MEDSI, 1994

 8. Ribeiro, H.P. Fundamentos para um Projeto de ações do Trabalhador.

São Paulo, Universidade de São Paulo, 1997

 

anterior

  índice A Problemática da Saúde do Trabalhador

Autores

Vivien Ortiz Serra Braga
Claudilene Battistin
Aline Maria Rozim Cabianca
Adriana Bertolami
Flávia de Oliveira


Home Page  -  Livros  -  Matérias  -  Trabalhos Científicos  -  Ausculta Cardio-Pulmonar  -  Enviar Trabalhos  - Links
Agenda Médica
  -  Mapa do Site  -  Quem Somos  -  Fale Conosco  -  Enquetes - Testes Interativos - E-mail

EstudMed.com® 2001-2011 Todos os direitos reservados.